Acompanhe as notícias da RE/MAX

Quais são os passos para vender um imóvel mais rápido

Entenda como funciona a velocidade de venda de um imóvel e quais fatores que interferem no sucesso de uma venda de forma rápida.

 A venda de um imóvel costuma levar algum tempo. Uma vez que você se proponha a vender, é normal aparecer interessados que fazem perguntas, mas não fecham negócio. Isso ocorre porque um produto não se vende por si só, há outros detalhes envolvidos que farão no processo de venda com que as pessoas se atraiam pela propriedade. Assim, a possibilidade de vender o imóvel rapidamente cresce.

A valorização de imóvel é o aumento do valor de mercado em relação a um que foi estabelecido inicialmente. Para isso, utilizar técnicas e estratégias de venda para destacar os pontos fortes do espaço e valorizar o que ele tem de melhor é fundamental. São muitos os fatores que contam para destacar a residência, e é necessário demonstrar as vantagens para o comprador adquirir aquele imóvel em específico.

Confira alguns pontos que fazem toda a diferença e podem influenciar na valorização do imóvel!

1. Acessibilidade

Chegar com rapidez em casa e sem ter que passar por regiões congestionadas pode ser uma grande vantagem. Contudo, a acessibilidade também se refere ao acesso à casa ou ao uso de transporte público, aos empreendimentos nas redondezas, bem como aos serviços prestados no bairro. Ter tudo por perto e não precisar se deslocar para outro bairro são benefícios na hora da escolha do imóvel.

Uma região com vias de acesso rápido são mais atrativas que uma área com trânsito caótico. Obras públicas e opções de lazer como supermercados, restaurantes, bares, parques, shopping centers, escolas, farmácias, hospitais e outras possibilidades também são importantes para que o imóvel seja valorizado. Afinal, esses aspectos facilitam muito o dia a dia dos moradores.

2. Condições internas e infraestrutura

É comum que imóveis novos sejam mais valorizados do que os que já foram usados. No entanto, o que mais importa é a qualidade dos acabamentos e materiais instalados, já que as matérias-primas podem ser muito duráveis, como madeira de lei, mármore e outros elementos. Logo, não basta apenas considerar a idade do imóvel, é necessário observar com atenção a condição de cada ambiente.

Veja também a estrutura da própria edificação, pois um projeto arquitetônico bem-feito garante a qualidade e segurança. Os acabamentos são capazes de valorizar muito os ambientes, apresentando uma qualidade estética e trazendo mais funcionalidade. A facilidade para fazer manutenções e até mesmo para a limpeza diária também merecem destaque.

Desse modo, a estrutura e as condições internas influenciam muito no valor final de venda. Um preço mais elevado é justificado pelo uso de materiais de primeira ou mobília inclusa, o que diminuiria gastos com reparos e possíveis reformas.

3. Tecnologia residencial

A presença da tecnologia nas residências é mais um ponto a se analisar. Os avanços são constantes e está cada vez mais comum ver ferramentas que utilizam a tecnologia para tornar mais ágil o cotidiano dos moradores. Seja pelo sistema de monitoramento em tempo real em que você pode acompanhar tudo à distância, a automatização que se controla as luzes, a climatização e outros eletrodomésticos com apenas um toque no tablet ou smartphone ou outras novidades.

Esses avanços têm um custo e valorizam o imóvel, que se torna mais confortável. Os investimentos em tecnologia fazem com que seja uma “casa inteligente”, com acionamentos e configurações automáticas. Assim, a Internet das Coisas (IoT) está mudando a forma como vivemos e traz muitos benefícios quando usada corretamente.

4. Segurança

A violência em áreas urbanas é assustadora para a população, e buscar por um imóvel em bairros mais seguros e tranquilos se torna uma prioridade. E, como é de se esperar, bairros que oferecem mais segurança costumam ter imóveis mais valorizados, aumentando também o preço de venda.

Por mais que a residência já esteja em um local seguro, contar com uma estrutura de segurança é outra vantagem. Postos da polícia nas redondezas, rondas constantes e câmeras nas ruas contribuem bastante para aumentar a segurança e, consequentemente, fazem com que as propriedades custem mais caro naquela área. Se o imóvel já tiver sistemas de segurança próprios, saiba que o valor também aumentará.

5. Documentação em dia

Quando o cliente encontra um imóvel muito bom com um valor que pareça baixo, ele certamente ficará desconfiado. Irregularidades podem fazer diminuir o valor do imóvel, como impostos atrasados ou outras taxas pendentes. Estar com a documentação em dia é fundamental antes de fechar o negócio e efetivar a venda, então confira se está tudo certo com os seguintes aspectos:

  • registro do imóvel;
  • comprovantes de quitação de impostos;
  • certidão negativa de débitos.

Essa parte da aquisição de uma propriedade é mais burocrática, mas, ainda assim, é muito necessária. Nesse processo, o mais indicado é contar com profissionais capacitados para lidar com a situação. O auxílio de imobiliárias é essencial para entender tudo que envolve compra e venda e a maneira certa de lidar com a documentação e procedimentos.

6. Negociação flexível

Mesmo com o imóvel regularizado, localizado em uma excelente região e em ótimo estado, ele ainda corre o risco de ficar muito tempo parado sem ser vendido. Nesse momento, a habilidade de negociar pode diminuir o tempo de espera. A negociação dá possibilidades de encontrar um meio pelo qual a transação seja benéfica para ambas as partes.

Dessa maneira, ser mais flexível e buscar outras formas de pagamento e até mesmo um valor diferente do estipulado ainda pode ser um bom negócio. Regras muito rígidas fazem com que o possível comprador perca o interesse. Então, em vez de apenas recusar as ofertas, procure entender o que o cliente propõe e mostrar as vantagens do imóvel, explicando a sua valorização e porque ele está com aquele valor.

Uma boa imobiliária que tenha experiência nessas negociações é a melhor escolha. Tanto quem vende quanto quem compra terão mais garantias e segurança ao fechar a venda. Todos os trâmites ficam a cargo da empresa, e a divulgação fornecida também atrairá mais clientes.

Portanto, para quem deseja vender o imóvel de forma rápida, dispor de uma imobiliária ajuda no orçamento da propriedade e em todos os processos da venda. Será bem mais fácil achar o lugar ideal e que seja valorizado com o melhor preço.

Você ainda tem dúvidas sobre a valorização de imóveis? Fale conosco para podermos responder suas questões!

PUBLICIDADE

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *